REFLEXÃO: “Fazer da terra o céu” (Beata Elisabete da Trindade)

Fazer da terra o céu
cd_deixa-te_amar3Viver o céu somente para nós não seria o céu. Deus sempre quer todos perto de Si e aquele que encontra Deus quer levá-lo aos outros e levá-los a Deus. Esta é a atitude de fazer da terra o céu. Semear o Reino de Deus, levar o céu aos outros pela nossa vida, pelo céu que portamos e vivemos dentro de nós.
A primeira característica de um santo, de alguém que a Igreja proclama que hoje vive na glória de Deus é a alegria.
Viver o céu é viver na alegria, que não é uma ausência de sofrimentos, mas uma certeza de que Deus é maior, de que mesmo ainda não vivendo a plenitude, posso antecipar o céu em minha alma, pela descoberta da presença de Deus e pela permanência nesta presença em meu dia-a-dia, na dependência deste Deus Criador, na gratidão pelo seu amor misericordioso e no louvor de participar e expressar sua glória em minha vida.

Pelo viver semeio em meu cotidiano as sementes do Reino; e pela graça de Deus, Sua presença floresce também na vida dos outros, seja pelo testemunho de vida, seja pela ação concreta do exercício da caridade, na doação de minha vida, na família, na Igreja, no trabalho, na sociedade, sendo expressão concreta do amor de Deus pelos homens.
Como o trecho da carta citada no inicio desse texto, expressemos em nosso cotidiano a descoberta do céu que existe dentro de nós e semeemos o Reino de Deus com nossas vidas, fazendo desta nossa terra o céu da glória de Deus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *